Notícias

Ateliê Editorial lança ‘Modos de Leitura: Crítica e Tradução’, de Mario Higa

No modo de leitura prevalente do texto literário durante o século XIX e início do XX, o valor de um poema, por exemplo, estava associado ao efeito produzido no leitor, que buscava através da sua leitura experimental instante mágico da revelação, iluminação, epifania, que todo poema autêntico deveria proporcionar (trecho de Modos de Leitura: Crítica e Tradução).

A Ateliê Editorial apresenta sua mais recente publicação: Modos de Leitura: Crítica & Tradução, de Mario Higa. A obra já está à venda no site da Ateliê Editorial (clique aqui). O projeto gráfico é de Gustavo Piqueira / Casa Rex.

Modos de Leitura trata-se de uma coletânea que acolhe textos do autor: ensaios, resenhas, entrevistas, posts e a tradução de uma obra literária espanhola do século XVIII. Além dos textos críticos aqui comentados, Modos de Leitura contém o poema dramático em prosa Noches Lúgubres, do escritor espanhol José Cadalso y Vásquez de Andrade (1741-1782), primeiramente publicado entre dezembro de 1789 e janeiro de 1790 no periódico Correo de Madrid. Ao lado do texto em espanhol lê-se a tradução literária em português, realizada com rigor por Mario Higa que, assim, dá acesso ao leitor lusófono a essa obra que foi célebre, contando 49 edições até o fim do século XIX, mas que caiu numa relativa obscuridade no século XX, apesar de sua importância.

Mario Higa é professor assistente do departamento de Espanhol e Português do Middlebury College (Vermont, EUA). Para a Ateliê, organizou a edição de Poemas Reunidos, de Cesário Verde (Coleção Clássicos Ateliê) e publicou Matéria Lítica: Drummond, Cabral, Neruda e Paz (Coleção Estudos Literários). Para a Lazuli / Companhia Editora Nacional, organizou Antologia de Crônicas, de Lima Barreto, e Antologia de Contos Românticos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *