Notícias

Comemorando os 50 anos do 25 de Abril em Portugal, Ateliê Editorial relança ‘A Revolução dos Cravos’, de Lincoln Secco

Cinco décadas após o levante que mudou os rumos da história de Portugal, a Ateliê Editorial publica a segunda edição — revista e ampliada — da obra A Revolução dos Cravos: Economias, Espaços e Tomadas de Consciência (1961-1975), de Lincoln Secco. O professor e historiador desenvolve sua pesquisa explicando as motivações que levaram à queda do poder salazarista, apontando a crise política e social que desencadeou a Revolução de 25 de abril de 1974: “Por que partir de uma crise, de uma revolução? Ela pode condensar toda uma história de longa duração caracterizada por tentativas de superação de uma fratura histórica. O momento crítico pode ser tanto um ponto de chegada quanto um ponto de partida”, aponta Secco na nota de explicação da nova edição. Com previsão de lançamento para junho, o livro conta também com cronologias, apenso documental, tabelas gráficas e índice onomástico. Exemplares já estão à venda no site da Ateliê Editorial (clique aqui).

Em sua obra, Lincoln demonstra que só é possível explicar um movimento revolucionário a partir de uma perspectiva de longa duração, analisando não apenas o período célebre da queda de um poder tirânico, mas o contexto antes e depois de seu marco, datado em 25 de abril.

Para a professora e historiadora Marisa Midori Deaecto, no texto de orelha do livro, os leitores encontrarão na obra de Lincoln Secco “uma excelente fonte de nomes, datas, lugares e referências atinentes ao golpe revolucionário dos capitães do Movimento das Forças Armadas no 25 de Abril”. E conclui: “A narrativa é fiel à velha tradição histórica, na qual os personagens têm lugar privilegiado no desenvolvimento da ação”.

Para além do levante militar de esquerda que derrubou uma das mais reacionárias ditaduras do século passado e da icônica atitude das mulheres distribuírem flores para os soldados, o autor também aponta em sua pesquisa as fragilidades do movimento logo após a revolução. O texto de Secco traz uma discussão segura e provocativa em torno dos aspectos econômicos, sociais e políticos na conjuntura interna e externa de Portugal no período.

Lincoln Secco é professor de História Contemporânea na Universidade de São Paulo desde 2003. É autor dos livros Caio Prado Júnior: O Sentido da Revolução e A Revolução dos Cravos. Pela Ateliê Editorial, publicou A Batalha dos Livros: Formação da Esquerda no Brasil e História do PT

A REVOLUÇÃO DOS CRAVOS

A Revolução de 25 de Abril de 1974 derrubou o regime salazarista e deu início à implantação de um regime democrático no país. Foi liderada por um grupo composto por civis, exilados, políticos, artistas e intelectuais. O evento resultou em diversas transformações políticas, econômicas e sociais em Portugal, e também teve repercussões internacionais, como o processo de independência das colônias portuguesas na África.

ATELIÊ EDITORIAL

A história da Ateliê Editorial começa em 1995, com o objetivo de discutir a importância do livro como objeto que, para além de bonito, seja um projeto estético que possa servir da melhor maneira às palavras do autor. Por isso, todos os detalhes são levados em conta: o melhor papel, projeto gráfico, belas ilustrações, imagens tratadas com delicadeza, textos preparados e revisados com atenção. O nome escolhido, Ateliê Editorial, reflete o cuidado e o capricho com que a casa realiza suas edições. O trabalho é artesanal, feito como em um ateliê de arte, priorizando o conceito do livro como um suporte material digno da boa literatura.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *