Notícias

ENTREVISTA: José de Paula Ramos Jr., coordenador da Coleção Clássicos Ateliê

José de Paula Ramos Jr. coordenador da Coleção Clássicos Ateliê

José de Paula Ramos Jr. é doutor em Literatura Brasileira pela USP e professor da ECA, da mesma universidade, assim como coordenador da coleção Clássicos Ateliê, que tem como objetivo revisitar os cânones da literatura de língua portuguesa, adicionando comentários de críticos especializados com textos introdutórios, ilustrações e notas. 

Uma das mais respeitada coleção com obras-primas como O Ateneu, de Raul Pompeia; Auto da Barca do Inferno, de Gil Vicente; O Noviço, de Martins Pena; Triste Fim de Policarpo Quaresma, de Lima Barreto; A Ilustre Casa de Ramires, de Eça de Queirós; Iracema, de José de Alencar; e os mais recentes A Carta de Pero Vaz de Caminha; Memorial de Aires, de Machado de Assis; O Marinheiro, de Fernando Pessoa.

Ramos Jr., que já prefaciou e anotou os livros O NoviçoEspumas Flutuantes Várias Histórias, concedeu uma entrevista ao Blog da Ateliê e conversou sobre a organização e importância da Coleção Clássicos Ateliê.

PERGUNTA: Como surgiu a ideia da coleção Clássicos Ateliê?

JOSÉ DE PAULA RAMOS JR.: Quando a FUVEST instituiu uma lista de livros de leitura obrigatória para o vestibular da USP, o saudoso professor Ivan Teixeira pensou numa coleção que oferecesse textos fidedignos, com atualização segundo o Acordo Ortográfico de 1990, notas que se mostrassem necessárias para a melhor compreensão dos conteúdos, sobretudo em favor do leitor em formação, além de prefácios analíticos e interpretativos, de acordo com uma perspectiva crítica. Por essas características o público-alvo se ampliou significativamente, e a Coleção Clássicos Ateliê passou a interessar não só aos vestibulandos, mas a professores, especialistas e o público interessado em edições bem cuidadas.

Ivan Teixeira

P: Como, para o professor, é feita a seleção dos clássicos para fazerem parte da coleção?

JPRJ: O primeiro critério para a seleção de obras clássicas das literaturas portuguesa e brasileira é a inserção delas em listas de leitura obrigatória para os vestibulares da USP e da UNICAMP. Contudo, a seleção ultrapassa esse critério e publica obras clássicas não agregadas às listas. Nesses casos, a seleção leva em consideração a importância da obra, que esteja em domínio público, no cânone das literaturas lusófonas.

P: O que, as obras clássicas publicadas na coleção, diferenciam das edições anteriores?

JPRJ: O maior diferencial das edições Clássicos Ateliê é o cuidado com o estabelecimento fidedigno do texto, apurado segundo a metodologia da Ecdótica (ciência, arte e técnica de estabelecimento e preparação do texto para publicação), resultando num texto confiável, especialmente valioso para a crítica literária. Além disso, as notas e os ensaios introdutórios são aspectos relevantes que enriquecem as publicações da Coleção Clássicos Ateliê.

CONFIRA A LISTA DE LIVROS DA COLEÇÃO CLÁSSICOS ATELIÊ:

O Ateneu, de Raul Pompeia
Auto da Barca do Inferno, de Gil Vicente
Bom Crioulo, de Adolfo Caminha
A Carne, Julio Ribeiro
A Carta de Pero Vaz de Caminha
Casa de Pensão, de Aluisio Azevedo
A Cidade e as Serras, de Eça de Queirós
Clepsidra, de Camilo Pessanha
Coração, Cabeça e Estômago, de Camilo Castelo Branco
O Cortiço, de Aluísio Azevedo
O Coruja, de Aluísio Azevedo
Dom Casmurro, de Machado de Assis
Esaú e Jacó, de Machado de Assis
Espumas Flutuantes, de Castro Alves
Farsa de Inês Pereira, de Gil Vicente
O Guarani, de José de Alencar
Gil Vicente – O Velho da Horta, Auto da Barca do Inferno, Farsa de Inês Pereira (40a ed.)
A Ilustre Casa de Ramires, de Eça de Queirós
Inocência, de Visconde de Taunay
Iracema – Lenda do Ceará, de José de Alencar
Lira dos Vinte Anos, Álvares de Azevedo
Lusíadas, Os – Episódios, de Luís de Camões
Memorial de Aires, de Machado de Assis
Memórias de um Sargento de Milícias, de Manuel Antônio de Almeida
Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis
Mensagem, de Fernando Pessoa
A Nebulosa, de Joaquim Manuel de Macedo
O Noviço, de Martins Pena
O Marinheiro, de Fernando Pessoa
Poemas Reunidos, de Cesário Verde
O Primo Basílio, de Eça de Queirós
Quincas Borba, de Machado de Assis
Recordações do Escrivão Isaías Caminha, de Lima Barreto
A Relíquia, de Eça de Queirós
Só (seguido de Despedidas), de Antônio Nobre
Sonetos de Camões
Til – Romance Brasileiro, de José de Alencar
Triste Fim de Policarpo Quaresma, de Lima Barreto
Várias Histórias, de Machado de Assis
Viagens na Minha Terra, de Almeida Garrett
Vida e Morte de M. J. Gonzaga de Sá, de Lima Barreto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *