Notícias

“Mitologia da Mineiridade” volta às livrarias pela Ateliê Editorial, 34 anos após sua primeira edição

No próximo dia 13 de abril, a Ateliê Editorial relança a obra Mitologia da Mineiridade – O Imaginário Mineiro na Vida Política e Cultural do Brasil, de Maria Arminda do Nascimento Arruda. Socióloga e vice-reitora da Universidade de São Paulo (USP), a autora revisou a obra e preparou uma novo prefácio à segunda edição, trinta e quatro anos após a primeira publicação. “Mitologia foi criado em um contexto particular do Brasil. Momento da redemocratização, após o regime autoritário e repressor que se iniciara em 1964, era uma conjuntura repleta de esperanças, de promessas de reconciliação do país, de construção civilizatória, ainda que para muitos a redemocratização não enfraquecesse as formas autoritárias que teimavam em nos perseguir. No conjunto,
anunciava-se como uma nova cultura política”, aponta a autora no prefácio.

Nascido de uma tese de doutorado, o livro elege o fenômeno da “mineiridade” como seu objeto central, refletindo sobre ideias como um suposto “espírito particular de entendimento e conciliação” dos mineiros — e eventualmente as transcendendo. Valendo-se de diferentes objetos de estudo e campos do conhecimento, Maria Arminda constrói com habilidade e erudição um panorama da identidade cultural e política de Minas e seu povo através da história.

A obra se divide em cinco partes: “As Fontes do Mito”, “A Construção Mítica”, “O Enleio do Imaginário”, “Imaginário e Sociedade” e “Cultura e Política”. No texto de orelha da obra, Heloísa Pontes — antropóloga e professora da Unicamp – destaca: “O livro apanha o real e o mitológico entrelaçados na representação de Minas e de sua gente. No tempo da longa duração, a intérprete vasculha e analisa um conjunto amplo de fontes (relatos de viagem, memórias, crônica, ficção) nas quais se impregnaram os traços de mineiridade”.

Mais de três décadas após sua primeira edição, Mitologia da Mineiridade segue uma rica contribuição para o debate sobre nossa identidade nacional, nas palavras da autora: “As ações tecidas no passado reverberaram, pois, nos atos do presente, abrindo espaço para o nascimento da memória de Minas”.

LANÇAMENTO
A socióloga e vice-reitora da Universidade de São Paulo (USP) Maria Arminda do Nascimento Arruda realiza o lançamento, com sessão de autógrafos, do livro Mitologia da Mineiridade – O Imaginário Mineiro na Vida Política e Cultural do Brasil, no dia 13 de abril, sábado, a partir das 17h00, na Livraria da Travessa do Shopping Villa Lobos, em São Paulo (Av. Dra. Ruth Cardoso, 4777 – Segundo Piso – Jardim Universidade Pinheiros).

SOBRE A AUTORA
Maria Arminda do Nascimento Arruda é professora titular de Sociologia e Vice-Reitora da Universidade de São Paulo. Leciona na graduação e na pós-graduação as disciplinas de Teoria Sociológica Clássica e Contemporânea, Sociologia da Cultura e Pensamento Social Brasileiro. Dentre suas obras destacam-se: Metrópole e Cultura: São Paulo no Meio Século XX; Mitologia da Mineiridade — O Imaginário Mineiro na Vida Política e Cultural do Brasil; A Embalagem do Sistema — A Publicidade no Capitalismo Brasileiro e Florestan Fernandes, Mestre da Sociologia Moderna, em coautoria com a professora Sylvia G. Garcia. Organizou, também, a produção da obra de Florestan Fernandes, pela Editora Globo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *