Notícias

Morre Lygia Fagundes Telles, aos 98 anos

Lygia Fagundes Telles

Neste domingo, 3 de abril, faleceu, aos 98 anos, a escritora Lygia Fagundes Telles.

Lygia Fagundes Telles nasceu em São Paulo, no dia 19 de abril de 1923. Filha do promotor Durval de Azevedo Fagundes e da pianista Maria do Rosário Silva Jardim de Moura, passou sua infância em várias cidades do interior em função do trabalho do pai. Seu interesse por literatura começou na adolescência.

A estreia oficial de Lygia Fagundes Telles na literatura ocorreu em 1944, com o volume de contos “Praia Viva”. Lygia seguiu com a contínua produção de contos e romances, entre eles, “Ciranda de Pedra” (1954), no qual relata a história de um casal que se separa e a caçula vai morar com a mãe, onde vive os dramas ocultos de uma jovem de pais separados.

A consagração de Lygia veio em 2001, quando recebeu o Prêmio Camões, que lhe foi entregue em 13 de outubro de 2005, durante a VIII Cúpula Luso-brasileira, realizada na cidade do Porto, Portugal. Em 2016 e aos 92 anos de idade, Lygia Fagundes Telles tornou-se a primeira mulher brasileira a ser indicada para receber o prêmio Nobel de Literatura.

Participação em Os Cem Menores Contos do Século

Em tempos de Twitter, a literatura dá mostras de que pode se renovar com o poder de concisão da linguagem. A proposta de Marcelino Freire, ao reunir cem autores brasileiros contemporâneos, foi produzir histórias de até cinquenta letras (sem contar título e pontuação). Laerte, Dalton Trevisan, Ivana Arruda Leite, Manoel de Barros, Glauco Mattoso, Lygia Fagundes Telles, Millôr Fernandes e Marçal Aquino são alguns dos que toparam participar dessa brincadeira de gente grande. O resultado é uma coletânea de soluções inusitadas e divertidas publicada em 2005 pela Ateliê Editorial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *